0

Violência Invisível (Maternidade Invisível 9)

Violência psicológica e simbólica, ao contrário do que podem soar, não são violências de mentirinha, teóricas, que só existem no plano das ideias. Elas não se materializam em agressão física de [...]

0

Traições invisíveis (Maternidade Invisível 8)

Monogamia é uma forma de cárcere privado voluntário, a que muitos ainda se submetem em países judaico-cristãos, em nome da preservação do patrimônio familiar. Corrijo, um cárcere a que muitas se [...]

0

Yes, nós temos tetas (Maternidade Invisível 7)

Mamães têm que ouvir incontáveis vezes durante o dia, por vários anos, seu filho lhes chamando e pedindo seu colo. Como se não bastasse a repetição em volumes e intensidades variados, que vão [...]

0

Noel invisível (Maternidade Invisível 6)

Os olhos de Bruno brilharam quando sua tia contou que, perante a lua quase cheia, havia passado há apenas alguns minutos atrás Papai Noel com seu trenó. Ninguém viu quando nem como ele passou na [...]

0

Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil (Maternidade Invisível 5)

Quando adolescente, eu dormia muito na casa da minha prima. Lembro de despertar de madrugada com o barulho de meu primo ainda bebê chorando e minha tia indo ao seu quarto diversas vezes até ele [...]

0

Ser mãe, mesmo privilegiada, é padecer no paraíso (Maternidade Invisível 4)

Sou uma mãe privilegiada. Pude planejar e pagar um parto, sua preparação e cuidados posteriores humanizados; nunca precisei me preocupar com finanças para cuidar de meu filho; moro com o pai [...]

0

Mãe trabalhadora (Maternidade Invisível 3)

“Você escolheu não trabalhar” – disseram-me, entre tantas outras frases envolvendo a dedicação integral de meu tempo ao meu filho durante seu primeiro ano de vida. “Você não trabalhou para ter o [...]

0

Repetição (Maternidade Invisível 2)

Eu costumo dizer que tenho alergia à repetição. Me atrai a novidade; quando a novidade cai na mesmice, quando já sei do que se trata, começo a espirrar, a produzir secreção no nariz e em vias [...]

0

Só quem é mãe sabe, e esquece (Maternidade Invisível 1)

Amaro era o bebê perfeito até o primeiro mês de vida, quando passou a acordar diversas vezes à noite por causa de gases. Na consulta de um mês, a pediatra explicou que era normal e que passaria. [...]

0

Universar-links