Há dias

 In poesia

Há dias dia-a-dia, há dias cada dia.

Alguns dias são assim bem dias;

Dias diários que passam,

Que se passam diurnos em vão.

Outros dias são giorni, journées,

Jornadas em que se entra para nunca mais voltar;

Para que nunca mais um dia seja apenas um dia,

Mas um espaço, mais um passo,

Diante da eternidade.

Alguns dias doem, alguns dias duram;

Aguns dias dão tudo de si,

Dourando a existência até o fim.

Um dia vou viver um dia como se fosse

Uma única data, uma única dádiva,

Um direito irrevogável de ser eu mesma,

Nem que por um dia só.

Recent Posts

Leave a Reply / Deixe seu Comentário

%d bloggers like this: