Creative Writing

Há dias

Há dias dia-a-dia, há dias cada dia. Alguns dias são assim bem dias; Dias diários que passam, Que se passam diurnos em vão. Outros dias são giorni, journées, Jornadas em que se entra para nunca [...]

A falta

A falta é buraco sem fundo em noz dura Em água corrente é força que fura Paredes, janelas e os mais altos muros Que forjam conforto em forma de lua Morada lá em cima fulgura aos olhos Teimosos [...]

Atmung

Em um só átimo ousaste Roubar meu ar, Furar-me os pulmões, Fechar-me as narinas, Em ato de puro egoísmo atmosférico. Atme, Mas não me ates, Não me ames, Não me ares, Assim eu artes.

O outro é sempre um espelho

O outro é sempre um espelho Aonde se mirar – mirroir – me ruir; Ruminar, arruinar ou reinar. O outro é sempre uma espera Aonde se jogar – jouer – me julgar: Jejuar, disjuntar ou jubilar. O outro [...]